Skip to content

Dez Melhores Comerciais do Super Bowl 50

08/02/2016

BuickCOmmercial

Dez Melhores Comerciais do Super Bowl 50

Confira os 10 melhores e mais engraçados comerciais do Super Bowl 50.

Audi

http://airows.com/automotive/audis-super-bowl-commercial-is-absolutely-perfect

Veja todos os comerciais da noite de ontem: http://www.superbowlcommercials2016.org/

Coldplay, Beyonce e Bruno Mars fizeram o show no Super Bowl 50

08/02/2016

BeyonceColdplayBrunoMars

Coldplay, Beyonce e Bruno Mars fizeram o show no Super Bowl 50

Coldplay, Beyonce e Bruno Mars se apresentaram no show do intervalo do Super Bowl 50.

Defesa domina e Denver Broncos vence Super Bowl 50

08/02/2016

PeytonManningSuperBowl50Campeao1

Defesa domina e Denver Broncos vence Super Bowl 50

Denver Broncos 24, Carolina Panthers 10    

Foi uma partida dominada pelas defesas e a do Denver Broncos comandada pela performance do MVP Von Miller não deu chances ao Carolina Panthers que não  foi a mesma de toda a temporada e viu o adversário sendo campeão do Super Bowl 50.

A defesa do Broncos não deu chances ao melhor jogador da temporada Cam Newton, que não se sentiu seguro durante toda a partida e por poucas vezes comandou o time a boas posições no campo.

Curiosamente desde 1999 nenhum MVP da temporada vence o Super Bowl.

A defesa do Broncos esteve na cara de Newton o tempo todo e foi sacado por 6 vezes. Von Miller terminou a partida com 2 sacks e meio e forçou 2 fumbles em momentos decisivos da partida. Quando não era Miller, DeMarcus Ware estava lá.

Peyton Manning não foi o mesmo de outros tempos, mas controlou a partida no final com vantagem no placar.

Ao final da partida perguntado sobre a aposentadoria disse que “tem como prioridade  beijar as filhas e a esposa, e tomar algumas cervejas”. Como ensinamento de Tony Dungy disse “não querer tomar decisões baseadas em emoções”, segurando a provável aposentadoria para uma próxima data.

Manning terminou acertando 13 de 23 para 141 jardas e uma interceptação.

Newton acertou 18 de 41 passes para 265 jardas e uma interceptação e liderou o time com 45 jardas, achei o grande problema do time, não ter sucesso correndo com Jonathan Stewart.

Demaryius Thomas foi anulado por Josh Norman e companhia, Emmanuel Sanders acabou sendo o líder em recepções com 6 bolas para 80 jardas

O Panthers marcou apenas 10 pontos, sua pior marca da temporada.

Manning se torna o primeiro jogador da história a ser campeão do Super Bowl como quarterback titular por dois times diferentes.

O treinador Gary Kubiak é o primeiro a ser campeão do Super Bowl pelo mesmo time como jogador e técnico.

Mais uma vez a defesa número da 1 vence o Super Bowl.

Obrigado Peyton Manning.

O que achou da partida ?

O Super Bowl em Números

07/02/2016

superbowl50NewtonManning

O Super Bowl em Números

Super Bowl 50 – Santa Clara, California

  • Carolina Panthers x Denver Broncos 21:30 ESPN e ESPORTE INTERATIVO

O Super Bowl já ultrapassou fronteiras e virou um acontecimento mundial. Boa parte do mundo para, uma vez por ano, durante aquelas quatro horas, para acompanhar algo que envolva a grande final da NFL. Seja para assistir à partida, ao show do intervalo, ou até mesmo aos comerciais.

Toda essa espectativa faz com que o domingo de Super Bowl gere números absurdos. Separamos alguns deles para apresentar à vocês:

Estima-se que a cidade de San Francisco gastará cerca de 50 milhões de dólares para receber o Super Bowl 50.

O ingresso mais barato, para a final deste ano, custou 900 dólares.

O Super Bowl 49, disputado ano passado, entre o New England Patriots e o Seattle Seahawks, teve uma audiência de mais de 114 milhões de telespectadores, nos Estados Unidos. A maior audiência da história.

No Brasil, a ESPN registrou a audiência de 500 mil telespectadores para o Super Bowl 49, o que o torna o jogo de futebol americano mais assistido da história da televisão brasileira. O que marca um crescimento de 84% em relação ao Super Bowl do ano anterior e de 800% em relação ao Super Bowl de quatro anos atrás.

Os números do Super Bowl 50 prometem ser ainda mais impressionantes, já que, durante os playoffs desta temporada, a ESPN registrou números de audiência oito vezes maiores que os da temporada passada.

O sucesso da NFL nas telas da ESPN brasileira é bastante visível nas redes sociais. Durante o Super Bowl do ano passado, a hashtag #ESPNTemSuperBowl49 foi o termo mais citado no mundo inteiro.

Exitem também aqueles números curiosos:

No domingo de Super Bowl, os americanos consomem cerca de 158 milhões de abacates, 5 milhões de quilos de chips, 1,23 bilhões de asinhas de frango e, para regar tudo isso, são consumidos cerca de 325 milhões de galões de cerveja.

Nas apostas esportivas não é diferente e também tem registros de números exorbitantes.  Ano pasado, as casas de apostas esportivas registraram uma movimentação de 3,8 bilhões de dólares. Este ano, a expectativa é de uma movimentação ainad maior.

Para o Super Bowl 50, os sites de apostas online dão um favoritismo de 6 pontos para os Panthers. O que nas apostas não é uma vantagem muito grande, mas que é bastante considerável quando trata-se de Super Bowl, onde costumam fazer linhas de favoritismo menores.

Outra novidade para o jogo deste domingo, é que os sites de apostas online costumam propor apostas que não são nada comuns. No caso deste Super Bowl, abriram apostas para “Qual será o melhor comercial do Super Bowl 50?”. Para esta aposta, Budweiser e Snickers são os favoritos para vencerem.

Agora que você viu esses números impressionantes, prepare-se para o seu Super Bowl. E aí, quantas chips, asas de frango, e litros de cerveja você vai consumir neste domingo?

Analisando o Denver Broncos no Super Bowl 50

06/02/2016

PeytonManningSuperBowl50

Analisando o Denver Broncos no Super Bowl 50

Peyton Manning disse inúmeras vezes em entrevistas que “chegaram no Super Bowl 50 por causa da defesa”.

É verdade.

Estatisticamente Manning teve sua pior temporada da carreira e o jogo corrido mostrou ser inconstante durante todo o ano.

O Denver Broncos possui uma defesa fantástica, terminou a temporada como número 1 em quase todas as categorias e simplesmente dominou Tom Brady e o New England Patriots na final da Conferência Americana.

Von Miller e DeMarcus Ware pareciam estar jogando contra jogadores juvenis e estiveram na cara de Brady o jogo todo. Poucas vezes vi Brady apanhar tanto. Os dois somaram na temporada mais de 20 sacks e são o diferencial dessa defesa. Mas o mérito não é apenas deles, existem os 3 “desconhecidos”  jogadores de linha que além de não deixarem corrida nenhuma passar pelo meio, ocupam 3 a 4 homens em todas as jogadas de passe, fazendo com que Miller e Ware trabalhem sempre no mano a mano nas pontas.

A secundária também tem o seu mérito, cornerbacks extremamente físicos (Harris e Talib) estão sempre colados e dão sempre aquele segundo a mais para os jogadores chegarem ao QB.

A diferença é que esse QB de domingo, Cam Newton, tem o potencial de escapar dessa pressão e causar muito perigo em corridas. Terão que manter alguém na contenção nas corridas laterais e principalmente nos scrambles. As máquinas de tacklear Danny Trevathan e Brandon Marshall terão trabalho dobrado.

Manning teve seu pior ano da carreira, perdeu metade da temporada com lesão e joga no domingo o seu último jogo da carreira. Se o nome não fosse de um dos 5 melhores da história, talvez estivéssemos analisando o jogo de uma forma diferente, mas é, já vimos Manning ter performances espetaculares na carreira e até mesmo nessa temporada vimos alguns momentos disso, mesmo a defesa sendo o pilar desse time, Manning tem que ter um bom jogo para o time vencer, proteger a bola, evitar turnovers e tirar vantagem desse ótimo grupo de recebedores e matchups que vão aparecer.

Demaryius Thomas teve uma temporada quieta, dropou mais do que o normal, um dos 5 piores da temporada, mas teve silenciosamente 1300 jardas na temporada. Terá uma parada difícil no domingo, prevejo Josh Norman colado nele a partida inteira, deve aparecer de forma esporádica na partida.

Emmanuel Sanders, Owen Daniels e demais recebedores, deverão aparecer bastante.

O jogo corrido foi bem inconstante esse ano, parte da culpa vem da linha ofensiva e dos running backs CJ Anderson e Ronnie Hilman que apareceram esporadicamente e terão dificuldade em correr contra a linha defensiva do Carolina Panthers, não precisarão carregar o time. mas vão ter que aparecer em momentos cruciais.

O time de especialistas conseguiu apenas um touchdown em retorno de punt no ano, mas o kicker Brandon McManus é um dos confiáveis da NFL e o punter Britton Colquitt tem colocado o adversário sempre em péssima posição no campo.

Defesas número 1 jogando Super Bowl estão com 9 vitórias e 2 derrotas.

Analisando o Carolina Panthers no Super Bowl 50

05/02/2016

CarolinaPanthersSuperBowl

Analisando o Carolina Panthers no Super Bowl 50

Foi preciso que todos os invictos perdessem Denver Broncos (7-0), Cincinnati Bengals (8-0) e New England Patriots (10-0), para o Carolina Panthers (15-1) ganhar algum tipo de respeito e finalmente o rótulo de favorito a campeão do Super Bowl 50.

Em 2010, Carolina teve a pior campanha da NFL (2-14), o que garantiu a primeira escolha no Draft e a chance de selecionar o vencedor do prêmio Heisman Cam Newton que logo no primeiro ano venceu o prêmio de novato do ano e mostrou que seria a cara da franquia, mas não por unanimidade.

Demorou dois anos para o time chegar aos playoffs, e apesar de derrotas nas primeiras partidas da pós temporada, o time se colocou como melhor time da NFC Sul.

2015 tem sido um ano mágico para o time, com a chegada de algumas peças, a linha ofensiva tem sido dominante tanto no jogo corrido quanto na proteção do quarterback, o veterano Jonathan Stewart voltou a ser um dos melhores running backs da liga e Cam Newton teve que mudar o seu jogo, elevar o nível após perder o seu wide receiver número 1 Kelvin Benjamin.

Sem o seu principal recebedor, o time teve que contar com um grupo de recebedores que antes da temporada era muito duvidoso, mas que provou no ano, ter os seus méritos, apesar de não acha-los brilhantes, tem se provado jogo a jogo.

Newton teve que começar a distribuir a bola com passes rápidos para o veterano Jerricho Cotchery, Devin Funchess e Corey Brown e algumas ameaças na bola longa para o veterano Ted Ginn Jr, que apesar de não ser um recebedor de elite com alguns drops, tem trazido muito perigo para as secundárias adversárias.

O tight end Greg Olsen passou a ser esse alvo principal de Newton e mostrou estar em seu melhor ano da carreira, sendo o diferencial desse ataque, a grande estrela no jogo aéreo.

Na defesa o time evitou as lesões e dramas dos anos passados, possui ótimos pass rushers em Jared Allen, Mario Addison e Charles Johnson, e possui um dos defensive tackles mais dominantes da NFL, talvez o jogador mais subestimado da liga Kawann Short.

Ninguém bate mais forte do que os linebackers Thomas Davis e Luke Kuechly, que parecem estar em todos os lugares do campo takleando ou roubando uma bola. Uma das melhores duplas do passado recentei, comparados a Patrick- Navorro, Ray-Suggs, Urlacher-Briggs.

Na secundária perderam Charles Tillman durante a temporada e ressuscitaram Cortland Finnegan e vimos em dois anos Josh Norman se tornar o cornerback mais dominante da liga, eliminou do jogo esse ano, todos os top recebedores da NFL, nas primeiras 14 semanas segurou DeAndre Hopkins, Mike Evans, TY Hilton, Dez Bryant e Julio Jones para apenas 9 recepções e 89 jardas combinadas, esquece um dos lados do campo.

O melhor jogador da temporada, MVP Cam Newton bateu muitos recordes durante o ano e tem como seu maior mérito, distribuir bem e rápido as jogadas  e errar muito pouco (35 TDs e 10 Ints), conseguindo vitória sobre 4 defesas no top 5 da NFL e nesse Super Bowl 50 vai enfrentar a número 1. A sua capacidade de correr, sendo em jogadas combinadas ou em escapadas, deixam qualquer defesa desequilibrada (10 TDs corridos).

Nos times especiais, o Panthers tem  dois sólidos chutadores no punter Brad Nortman e kicker Graham Gano, e no retorno o time não marcou esse ano, mas o retornador de punt Ginn Jr já tem alguns retornos para TD em sua carreira, Fozzy Whitaker e Joe Webb querem aparecer no kickoff.

Qual é a maior força do Panthers ? Qual a maior fraqueza ?

Apostas Curiosas do Super Bowl 50

04/02/2016

Foto: Mike McCarn/ AP

Cam Newton

Apostas Curiosas do Super Bowl 50

O Super Bowl 50 será jogado no domingo no Levi´s Stadium em Santa Clara, na California entre os dois melhores times da temporada, Carolina Panthers (16-1) e o Denver Broncos (14-4).

Historicamente é o dia de mais apostas do ano, além de mexer com a paixão dos torcedores dos times envolvidos, as apostas curiosas ganham atenção.

Nos sites de apostas o Carolina Panthers é favorito por 6 pontos, portanto nessa aposta, uma vitória por menos de 5 pontos de Carolina paga para quem apostar em Denver.

Temos as apostas tradicionais,

  • Vencedor da partida.
  • Contra o spread (descrito acima).
  • Diferença de pontos.
  • Pontos totais marcados.
  • Primeiro jogador a pontuar.
  • Último jogador a pontuar.
  • Resultado no intervalo.
  • Melhor jogador da partida (MVP).
  • Primeiro agradecimento do MVP: Deus, família, fãs, companheiros de time, dono do time. Deus paga apenas 2 para 1.
  • Qual será a cor do Gatorade jogado no treinador (Laranja paga 2 para 1, Roxo para 10 para 1).

E as especiais para a ocasião:

  • Um terremoto irá acontecer ou não durante a partida (um terremoto interrompeu a World Series de 1989 em San Francisco). (Pagando 10 para cada 1 dólar apostado)
  • Peyton Manning irá anunciar ao vivo aposentadoria ou não. (Sim está pagando 5 para 1, o não pagando 10 para 1).
  • Algum ponto extra será errado.
  • Qual será a duração do hino cantado por Lady Gaga. (Mais ou menos de 2:20)
  • Qual será a primeira música cantada por Coldplay. (Paradise paga 10 por 1, Adventure of a Lifetime a nova 2 para 1)
  • Quantos Dabs e Superman Cam Newton irá fazer, marca registrada do jogador.
  • A primeira bola do Carolina Panthers será entregue para um menino ou menina. (Menino é 2 para 1, menina 3 para 2)
  • Cam Newton irá bater o record de jardas corridas por um QB ou não (Recorde é de Steve Young com 64).
  • O comentarista de arbitragem Mike Carey irá errar algum desafio feito pelos treinadores.
  • Quantas vezes irão citar o nome do treinador John Fox na transmissão, ele treinou os dois times nos últimos anos.
  • Vitória de um dos times e mais um dos candidatos a presidência (vitória de Broncos e Donald Trump combinados paga 7 vezes a aposta)
  • Qual será a cor do sapato de Beyonce no intervalo da partida (prateado paga 19 por 4)
  • Qual será a camisa usada por Stephen Curry, ele é fã do Panthers. (Persanalizada, Cam Newton, outro jogador)
  • E para mim a mais curiosa, que está pagando 15 vezes a aposta, se o Left Shark, sucesso do show da Katy Perry irá fazer uma aparição ou não durante o show do intervalo.
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 12.981 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: