Analisando o Draft da NFC Leste

Analisando o Draft da NFC Leste

Por Rafael Yamamoto

Nos próximos dias, os blogueiros de divisão estarão analisando as escolhas de cada time no Draft.

Dallas Cowboys (4 joinhas)

Escolhas

  •  * Rd 1 – #6 (6) Morris Claiborne (CB) LSU
  •  * Rd 3 – #18 (81) Tyrone Crawford (DE) Boise St.
  •  * Rd 4 – #18 (113) Kyle Wilber (OLB) Wake Forest
  •  * Rd 4 – #40 (135) Matt Johnson (SS) Eastern Washington
  •  * Rd 5 – #17 (152) Danny Coale (WR) Virginia Tech
  •  * Rd 6 – #16 (186) James Hanna (TE) Oklahoma
  •  * Rd 7 – #15 (222) Caleb McSurdy (ILB) Montana
  • Necessidades básicas: WR, CB, S, TE
  • Número de escolhas: 7

Rápida análise: Um dos grandes motivos pelo qual os Cowboys não chegaram aos playoffs foi a defesa, principalmente contra o passe (23º defesa). Assim, Jerry Jones fez o certo e reforçou os pontos de maior carência. Começando com Morris Claiborne — os Cowboys tiveram de dar a escolha de segunda rodada para os Rams para subirem oito posições e pegar o melhor jogador defensivo do draft – e, na terceira rodada, selecionando Tyrone Crawford que não deve começar de titular, mas já deve entrar na rotação. Kyle Wilber deve ser o substituto de Anthony Spencer, caso um longo contrato não seja assinado. O atlético Matt Johnson já está em alto com os treinadores e deve ganhar algum tempo como safety ao longo da temporada. Danny Coale chegou para brigar por uma posição de terceiro receiver que ficou vaga depois da saída de Laurent Robinson. James Hanna também chega para cobrir o buraco deixado por Martellus Bennett que foi para os rival Giants. Caleb McSurdy foi selecionado para dar profundidade ao elenco de linebackers dos Cowboys que conta com Sean Lee, Bruce Carter e Dan Connor.

  •  Touchdown: Morris Claiborne CB – Os Cowboys acreditam que estavam a um jogador de serem ótimo, e eles acham que Claiborne é o cara.
  • Hail Marry: Matt Johnson SS – Ele se destacou em sua pequena universidade, mas vai ganhar uma vaga no time especial e como safety, ao longo desta temporada.
  • Chute pra fora: Caleb McSurdy ILB – Com necessidade em pass rushers, McSurdy é supérfluo e não entrará no roster de 53, caso não consiga se firmar no special team.

New York Giants (5 joinhas)

Escolhas:

  •  * Rd 1 – #32 (32) David Wilson (RB) Virginia Tech
  •  * Rd 2 – #31 (63) Rueben Randle (WR) LSU
  •  * Rd 3 – #31 (94) Jayron Hosley (CB) Virginia Tech
  •  * Rd 4 – #32 (127) Adrien Robinson (TE) Cincinnati
  •  * Rd 4 – #32 (131) Brandon Mosley (OT) Auburn
  •  * Rd 6 – #31 (201) Matt McCants (T) UAB
  •  * Rd 7 – #32 (239) Markus Kuhn (DT) N.C. State
  • Necessidades básicas: WR, OL, DL, LB, TE, CB
  • Número de escolhas: 7

Rápida análise: A saída de Brandon Jacobs e Mario Manningham – ambos para San Francisco – foi o que motivou os Giants a selecionar David Wilson e Rueben Randle, nos dois primeiros rounds. Embora nenhum dos dois devam ser titular, Wilson brigará por uma vaga de segundo RB com DJ Ware, e Rueben Randle deve ganhar fácil a vaga de terceiro receiver. Aaron Ross, que também trocou os Giants e acabou indo jogar em Jacksonville, fazendo com que Hosley fosse selecionado na terceira rodada e desse mais profundidade a secundária. Adrien Robinson deve chegar para competir por uma vaga de TE titular com Martellus Bennett, embora não deva ganhar. A carência na posição de tackle dos Giants foi visível e Brandon Mosley e Matt McCants chegaram para brigar por uma vaga de titular, caso o time não consiga chegar num acordo com o veterano Kareen McKenzie. Como os Giants aprenderam que defensive lines nunca é demais, eles trouxeram Markus Kuhn que brigará para se manter no elenco de 53 jogadores.

  • Touchdown: Rueben Randle WR – É o jogador que pode chegar e dar um impacto imediato ao time dos Giants. Com o pior jogo corrido da temporada regular do ano passado, os Giants precisam de bons recebedores para facilitar o trabalho de Eli.
  • Hail Mary: Brandon Mosley OT –  É relativamente novo na posição de OT. Ele jogou dois anos como DE e TE, no Junior College, e chega a NFL devido a sua grande estrutura física. Se os técnicos conseguirem desenvolver bem Mosley, a posição de RT ainda esta vaga, embora bem inclinada à James Brewer.
  • Chute pra fora: Os Giants tiveram um belo de um draft, e eu não vejo nenhum ‘chute para fora’.

Philadelphia Eagles (4 joinhas)

  • * Rd 1 – #12 (12) Fletcher Cox (DT) Mississippi St.
  •  * Rd 2 – #14 (46) Mychael Kendricks (ILB) California
  •  * Rd 2 – #27 (59) Vinny Curry (DE) Marshall
  •  * Rd 3 – #25 (88) Nick Foles (QB) Arizona
  •  * Rd 4 – #28 (123) Brandon Boykin (CB) Georgia
  •  * Rd 5 – #18 (153) Dennis Kelly (OT) Purdue
  •  * Rd 6 – #24 (194) Marvin McNutt (WR) Iowa
  •  * Rd 6 – #30 (200) Brandon Washington (OG) Miami
  •  * Rd 7 – #22 (229) Bryce Brown (RB) Kansas St.
  • Necessidades básicas: OL, S, DL, RB, TE, QB
  • Número de escolhas: 9

 Rápida análise: Os Eagles foram pacientes e pegaram o jogador que eles tanto queriam por um preço baixo – uma escolha de quarta rodada e uma de sétima. Fletcher Cox chega para dar ainda mais profundida a DL, que já conta com Cullen Jenkins, Jason Babin e Trent Cole. Já na free agency, os Eagles minimizaram os problemas com os linebackers ao contratar DeMeco Ryans, mas selecionaram Michael Kendricks para dar ainda mais competição a posição. Com duas escolhas no segundo round, os Eagles aprenderam com os Giants que pass rushers nunca é demais e selecionaram Vinny Curry. Nick Foles é um projeto, desde que Michael Vick vem ficando velho, e Vince Young não renovou o contrato. A saída de Asante Samuel levou os Eagles a procurarem mais profundidade na posição e acabaram com o problema selecionando Brandon Boykin. Dennis Kelly será o jogador que tem potencial, mas precisará ser lapidado para poder ser titular. Marvin McNutt chega para dar mais profundidade aos wide receivers e será um possível substituto de Jason Avant. Os Eagles continuaram melhorando a OL quando selecionaram Brandon Washington, que ainda precisa de muito trabalho para ter alguma significância aos Eagles. Para terminar o draft, Bryce Brown chega a Philadelphia para tentar uma vaga no time e, quem sabe, dividir os carregamentos com o overplayed LeSean McCoy.

  • Touchdown: Vinny Curry DE – Foi o jogador que os Eagles não poderiam deixar passar. Forte e rápido, a DL dos Eagles começa a parecer cada vez mais com a do Giants, e o “Dream Team” pode ser que acorde nessa temporada.
  • Hail Mary: Nick Coles QB – Draftar um quarterback em late round é sempre um risco, mas Nick Coles poderá aprender através de Michael Vick como se comportar dentro de campo. Espero que ele não aprenda como se comportar fora.
  • Chute pra fora: Dennis Kelly OT – O “desconhecido” Kelly não sabe usar seu corpo e não deverá ter chance no time, embora os Eagles esperem que ele seja o próximo Jason Peters.

Washington Redskins (4 joinhas)

Escolhas:

  • * Rd 1 – #2 (2) Robert Griffin III (QB) Baylor
  • * Rd 3 – #8 (71) Josh LeRibeus (G) SMU
  • * Rd 4 – #7 (102) Kirk Cousins (QB) Michigan St.
  • * Rd 4 – #4 (119) Keenan Robinson (OLB) Texas
  • * Rd 5 – #6 (141) Adam Gettis (G) Iowa
  • * Rd 6 – #3 (173) Alfred Morris (RB) Florida Atlantic
  • * Rd 6 – #23 (193) Tom Compton (T) South Dakota
  • * Rd 7 – #6 (213) Richard Crawford (DB) SMU
  • * Rd 7 – #10 (217) Jordan Bernstine (CB) Iowa
  • Necessidades básicas: QB, OL, LB, CB, S
  • Número de escolhas: 9

Rápida análise: Esqueça os próximos drafts dos Skins. Esse time é e será montado em cima de RG3. O segundo QB selecionado no draft já ganhou “bife” para protegê-lo em Josh LeRibeus – que joga tanto como OT como OG –, em Adam Gettis e em Tom Campton. As armas que RG3 usará já foram contratadas na free agency, quando o time trouxe Pierre Garçon e Josh Morgan. O jogo corrido, terá a ajuda de Alfred Morris. Richard Crawford e Jordan Bernstine chegam para dar mais profundidade ao elenco e devem achar algum lugar no time especial. Keenan Robinson deverá ser utilizado para dar um descanço à Brian Orakpo e Ryan Kenningan. Já Kirk Cousins…

  • Touchdown: Robert Griffin III QB – É, e não poderia deixar de ser, o draft dos Redskins desse e dos próximos dois anos. A expectativa em cima dele é grande, mas ele está pronto para chegar e jogar como Cam Newton.
  • Hail Mary: Alfred Morris RB –  Morris se encaixa muito bem ao sistema ofensivo que Mike Shanaham gosta de usar.
  • Chute pra fora: Kirk Cousins QB – Num ataque que tem tantas necessidades, gastar uma escolha de 4a rodada em um quarterback, que não tem experiência nenhuma e que batalhará por uma vaga no elenco, é um desperdício. Cousins não terá impacto nenhum em Washington.

O que achou das escolhas dos times da NFC Leste ? O que achou da análise do Yama ?

22 comentários

  1. A primeira coisa que eu li superficialmente foi “Clinton Portis fará 31 anos logo após o início da temporada, e os Redskins já precisam pensar em seu substituto.” NUSSS, coisa de quem não acompanha a liga hein… :-/

    Acho que já tiveram tempo o suficiente pra pensar, depois de dispensarem o Portis antes da TEMPORADA PASSADA.

  2. Cara….

    1 – Os giants jogaram fora uma pick pegando o Wilson…minha opinião…pode ser q eu queime a lingua mas não gosto dele…prefiro o Lamar Miller

    2 – Acredito q o RGIII, ja na primeira temporada jogara mais q o Cam Newton…MUITO MAIS!
    Ele vem do college passando a bola bem melhor do q o Cam Newton passava quando veio do college…

  3. Estou esperando os comentários da divisão dos Patriots, onde posso contribuir por acompnhar de perto o que ocorre. Mas em geral este foi um draft realista onde os times, na ampla maioria, buscaram fechar seus buracos. Acho que os Giants e os Eagles fizeram isso. Washington foi atrás do óbvio, não tinha muito que pensar, agora os Cowboys continuam insistindo com Romo que é uma opção já comprovadamente esgotada. Acho isso olhando de longe.

    1. Na minha opinião, Ivan, os Cowboys acreditam no Romo, e, como o Jerry Jones disse, ele será melhor com uma defesa melhor.

      Lembrando, que ele tem o segundo melhor rating da história da NFL (atrás só do Aaron Rodgers).

      1. Na minha opinião o Romo é um bom jogador, mas uma espécie de Barrichello do futebol americano. Um grande atleta, capacitado e querido por muitos, mas que nunca vai ser campeão…

        Se o Cowboys se contentam com isso é problema deles. Devem estar imaginando que pelo menos estão em situação muito mais confortável que metade da liga. O que não é nada mal, mas torcedor gosta de titulo mesmo…

      2. Concordo com o Mantovani…
        Comparação perfeita Mantovani…
        A diferença entre o barichelo e o felipe massa (só pra dar um exemplo) é que o barrichelo não tem ousadia…falta ser arrojado.
        Mesmo caso do Romo…o Rating é bom? legal…

        Jds? TD’s? Comebacks? Vitórias dificeis?

        Cuidar da bola é bom…ser game manager é bom…mas tem horas q isso não basta…tem q tirar coelho da cartola…e Romo não faz isso…
        Brees, Brady, Manning, Manning, Rodgers…fazem isso

        Romo não…assim como rubinho! rsrs

  4. Na pressa de expor minha opinião esqueci de dizer que foi muito boa a análise do draft, mas penso como Mantovani e Leandro.

  5. Alguém me explica o porque do Giants ter ficado com 5 joinhas?
    O escritor torce pro Giants, não é? Porque realmente não tem outra explicação…
    Draft burocrático, merecia 4 joinhas, nem mais nem menos!!!
    _____
    Quanto ao Romo, é aquela história, assim como todo o time, é um grande jogador, mas não tão grande a ponto de ganhar um anel.

    O time sempre tem muitos buracos ou erra quando não devia.

    1. Calma velhinho, a opinião dele é essa e deu… ninguém é dono da verdade !
      Além do mais, não vai ser o número de joinhas que vai garantir o sucesso (ou não) dos jogadores draftados por cada time…

  6. Sou torcedor dos Eagles e não entendi porque eles nao draftaram um safety, ja que nao contratamos ninguem no free agency e nao sobram muitos por agora… nao gosto do Kurt Coleman, se fez alguma coisa, fez em poucos jogos, irregular demais. Nate Allen é melhor, mas nao consegue jogar todos os jogos. Jaiquawn Jarret ate agora nao mostrou a que veio, mas prefiro ele ao Coleman. Colt Anderson faz um bom papel no special team e só… daria 3 joinhas, justamente por esquecerem os safety´s. Poderíamos ter escolhido algum no lugar do Kelly.

    1. Acho q é pq a “safra” de safetys desse draft não tava muito boa…pegaram as maiores necessidades e depois não deve ter sobrado nenhum q valesse à pena…

  7. Opa… geralmente não comento, mas o Caleb McSurdy ILB do Cowboys vai surpreender, acho ele bom e tem muita dedicação e sabe fazer certinho o que mandam .. abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s