Skip to content

Os caras que eu adoro odiar: Seattle Seahawks

02/12/2015

SeahawksLegionOfBoom

Blog NFC Oeste: Os caras que eu adoro odiar – Primeira Parte: Seattle Seahawks

Por Claiton U10

Prometo que não vou chamá-los de She-has ao longo do texto. Prometo também que usarei o meu lado torcedor do San Francisco 49ers em cada palavra e cada frase, portanto, tenho uma linha tênue, mas muito bem definida sobre o que eu quero escrever: como é bom odiar um time bom de futebol americano.

“Tudo começou a um tempo atrás”, mas não foi na ilha do sol. Sol, na verdade, é algo que não existe nesse lugar. Lembro-me de ter prometido para alguém que se foi há algum tempo, que iríamos passar uma semana na terra do grunge, do inesquecível Kurt Cobain e o som fantástico que aqueles três doidos faziam, na banda de rock mais verdadeira de todos os tempos, que não podia ter outro nome senão Nirvana. Lembro-me que iríamos dar uma “passadinha” no Century Link Field, mas um acidente mudou nossos planos para sempre e, não importa o que aconteça, jamais irei a este lugar.

Naquela época, o Seattle Seahawks tinha um bom time com Matt Hasselbeck (sim, esse cara que substitui o Andrew Luck) e um menino que estava despontando e que faria duas das melhores temporadas de um running back na história: Shaun Alexander. Esse cara foi incrível, tinha uma OL muito boa, mas ele era uma combinação de arranque e visão, talvez um Matt Forte, com mais potência. Só que o seu jogo não se encaixava contra a defesa do Pittsburgh Steelers e isto acabou custando caro, porque mesmo não jogando nada, Big Ben ganhou seu primeiro SB exatamente em cima do ótimo time de Seattle, graças, em parte, a uma das jogadas mais legais de uma final: um passe do WR Antonio Randle-El para o Hines “Risadinha” Ward.

Aquela derrota foi dolorosa. Nem mesmo a entregada de X-Salada do Tony Romo num jogo decisivo fez com que a energia voltasse para as bandas de Washington, tanto que, o time acumulou dias muito difíceis, até a contratação de um cara muito contestado na NFL, mas que havia feito um trabalho indiscutível na USC, revelando ótimos talentos, especialmente linebackers, seu nome era Pete Carroll, com passagens, inclusive, por Niners e Patriots.

Carroll é um sujeito difícil, mas que encontrou sua alma gêmea num outro sujeito difícil: John Schneider. Contudo, é praticamente impossível se ver uma dupla HC+GM de maior sucesso na NFL nos dias atuais. Esses doidos, insistiram num plano: jogo corrido forte, defesa dominante e big plays. Para isso, fizeram até bullying no Buffalo Bills pra conseguir seu RB, Beast Mode Marshawn Lynch, que adoramos odiar. Ter ido para os playoffs com campanha negativa (7-9) não foi problema, já que demoliram o New Orleans Saints, numa jogada que entrou para a história: o Beast Quake! Mas muito mais do que isso, aquele jogo mostrou que, se eles podiam destruir os campeões do Super Bowl, podiam vencer qualquer time.

Carroll também deve ser reconhecido como um cara que ajudou muitos profissionais a se desenvolver: Gus Bradley, Dan Quinn, Hue Jackson e até Mike Tomlin aprenderam com ele. E, Carroll tem uma coisa em comum com o melhor Head Coach da história da NFL, um tal Bill Belichick: ótimas escolhas em late rounds durante o Draft.  Foi assim que o grande time do Hawks foi formado.

Russell Wilson (3º Round), Richard Shermann (5º R), Kam Chancellor (5º R), K. J. Wright (4º R), mesmo o Bobbie Wagner no 2º Round pode ser considerado um steal, um roubo. Além disso, a aposta em caras que estavam desvalorizados em seus times como Cliff Avril ou Earl Bennett. Tudo isso foi essencial para criar algo chamado Legion Of Boom, que não era só marcada pela DB incrível, mas todo o time defensivo tinha uma visão disruptiva da situação, ou seja, o trabalho conjunto para impedir o ataque adversário de produzir.

A ideia da LOB surgiu em 2011, era claro que eles tinham um plano. Foram draftando Defensive Backs altos, fortes e ágeis. Mais ou menos o modelo copiado com sucesso pelo Arizona Cardinals do ótimo técnico Bruce Arians. E as peças foram vindo até que em 2013, era inegável a formação de um time muito bem treinado, focado numa execução dura, com muito contato (sorry!) e muitas jogadas de efeito. Esse time teve encontros que causam dor, na lembrança dos Niners, especialmente quando pensamos no duelo do limitado Crabtree contra o falastrão Shermann. A insistência do Colin Kaepernick em lançar na direção do Michael Crabtree também não ajudou em nada.

Veio o Super Bowl em cima do Denver Broncos, no qual Peyton Manning mostrou pro mundo que tem muitas dificuldades em jogas tipo Mesh, Levels, Cross Routes ou os simples sticks (jogadas que Tom Brady e cia. utilizaram um ano depois com muito sucesso), mas principalmente: teve o jogo mais inseguro de sua vida no pocket. Parecia que havia brasas sob seus pés. Futebol Americano não é merecimento, mas os Hawks mereceram a vitória.

Em fevereiro, eles perderam. Sim, os Hawks perderam e, não culpem a jogada final, porque o jogo é decidido em 4 quartos e, para a graça de uns e tristeza de outros, acabou que houve uma interceptação numa rota slant simples, de um time que tinha o melhor running back em goal line naquela temporada. Vou abrir um parêntesis aqui pra explicar o prazer de ver aquela jogada:

É como ver o Heisenberg mandar o Gus Fring para o espaço. É como vencer o Sagat dando um especial no peito do bicho. É como matar o Sephirot cravando a espada do Cloud (quem jogou Final Fantasy VII sabe do que eu estou falando). É como dar um beijo na guria mais bonita do colégio (nem que seja por ter passado aquela bendita cola) de preferência na frente de outras gurias bonitas… enfim, é como acertar o seu primeiro passe pra mais de 20 jardas com a bola fazendo “spin” (acho que até hoje Tim Tebow não sabe o que é isso… kkk).

O tempo passou. Nem parece que foi em fevereiro aquele jogaço. Porque nitidamente os Hawks não são mais aquele time. A temporada passou um pouco da metade, e pode ser que eles se recuperem ou que os outros times não consigam manter o nível e eles alcancem o Wild Card; todavia é duro odiar quem não é bom… ninguém odeia o Zangief, porque é só ficar no canto, pulando e dando chute. A gente odeia o Mister Bison, porque ele é o maior apelão.

Não é legal ver os Hawks em baixa. Ver Cam Newton lançar no meio do Earl Thomas e Kam Chancellor e ver os dois batendo cabeça. Ver o Michael Floyd tratorizar a secundária de tudo quanto é jeito imaginável. Ver o Russell Wilson correndo pela vida em cada snap. Tem algo de errado com esse time, não apenas com os jogadores, mas dentro dos jogadores. E a chegada do Jimmy Graham só piorou as coisas. É inegável que eles não sabem usar o cara, sei lá, mas não sabem!

É bom ser hater, ter alguém para xaropear, mas não quando se vê que o time não está legal. Provavelmente o Rawls vai substituir o Beast Mode. Vai ter cara indo pra Free Agency e desfalcando ainda mais a defesa. O salário do Russell Wilson logo vai começar a pesar. E daqui a uns dias os Hawks serão um bom time, mas um time normal.

Não há como odiar um time normal. Então melhorem, pra ter graça falar mal de vocês,

Anúncios
15 Comentários leave one →
  1. Roberto permalink
    02/12/2015 19:16

    Excelente post não vejo nada a acrescentar no que vc escreveu U10 e uma pergunta será que esse time caminhará ao mesma destino dos niners e outra podemos ter certeza que contrato milionário que pagaram a ck e a rw será o fator que vai acabar com esses times?

  2. 02/12/2015 19:20

    Excelente post, falando do time atual mas tb do passado. Parabéns!!!!!!

  3. 02/12/2015 19:40

    Meu deus q post lindo T.T cara mto bem inscrito

    • U10 permalink
      03/12/2015 08:47

      Valeu… continue lendo, toda a quinta tem coisa legal, ou não… rs

  4. Leo Cavalcanti permalink
    02/12/2015 19:52

    U10
    Creio que não é só você que adora odiar os Seahawks… tem muita gente que tem esse prazer… e não é só por aqui… no começo do ano que quando cheguei em Atlanta dei de cara com um poster gigante do Marshal Linch dentro do aeroporto… apenas uma atendente da loja sorria… todos que passavam olhavam feio pra esse poster… conversei com essa atendente sobre o porque dela gostar tanto do cara… a resposta foi curta e grossa… ela tava lá ganhando pra isso… bem a viagem prosseguiu e falando com um amigo que é diretor da Universidade de Auburn notei o entusiasmo dele ao ver que eu assistia a NFL por aqui… o papo foi rolando até ele perceber que eu não queria ver os Hawks ganhando o SB… aí a festa ficou completa… ele não só também torcia contra, como apostou alto contra eles… a porcentagem dos que estavam na casa da minha filha nesse dia… éramos uns 40… e tirando minha namorada que não entendia muito do jogo, apenas um… um só torceria pelos Hawks… o motivo é que ele é torcedor dos Broncos… os outros 39 sem exceção torceriam pros Patriots… quando houve aquela feliz interceptação foi uma festa, a vizinhança fez barulho mesmo…pelo menos em Birmingham, onde eu estava… rsrsrs…

    Este ano novamente eles estão se recuperando e vou torcer com todas as forças para que eles não cheguem aos POs… agora se chegarem espero ver novamente se repetir o que você citou… quero “ver Cam Newton lançar no meio do Earl Thomas e Kam Chancellor e ver os dois batendo cabeça”… e TD na cabeça deles…

    E que isso se repita pelo menos 5 vezes no jogo… Amém…

  5. U10 permalink
    03/12/2015 08:45

    Semana que vem tem mais… né Danilão…

  6. Carlos permalink
    03/12/2015 09:21

    Excelente post U10

    … só não concordo com algumas palavras

    “Não é legal ver os Hawks em baixa” – é legal pra cacete sim

    “Não há como odiar um time normal. Então melhorem” – não melhorem não, este time morto ainda faz estrago, vide o jogo dos playoffs com os packers ano passado

    … então quando puderem matar este time, matem, queimem, enterrem bem fundo e coloquem muito, muito concreto encima, senão esta coisa ressurge mais forte ainda kkkkkkkkkk

    … é eu odeio estes caras kkkkkkkkkkk estando fracos ou fortes e pior que eles vão aos play offs sim e podem matar um vikings ou giants/redskins sem muito trabalho

    … então todo mundo torcendo para os falcons – ebahhhhhhhhhh

    • U10 permalink
      03/12/2015 09:38

      kkkkkkkkkkkkkkk

    • Leo Cavalcanti permalink
      03/12/2015 11:19

      Carlos… seu comentário foi melhor uma das melhores coisas que já vi por aqui… em relação ao ódio aos Hawks, suspeito que seu ódio seja maior que o do U10… rsrsrsrsrs… além de expressar seus sentimentos, você ainda dá boas dicas do que deve ser feito com os caras… não dá pra ter piedade com eles… e acrescento mais algumas coisas que deveriam constar pra aumentar esse ódio … tem uma torcida que acha que com barulho ganha jogo… coisa mas besta essa… eles tem um uniforme feio pra cacete… um logo pra lá de ultrapassado… e um convenhamos… o técnico deles é um mau exemplo pras crianças… o tempo todo mascando chicletes… que coisa mais feia essa… só falta agora o Donald Trump falar que é torcedor deles…
      Pra finalizar eles estão parecidos com o Maluf… não que tenham roubado alguma coisa… rsrsrsrs… quem gosta ama (ainda bem que são poucos que pensam assim)… quem não gosta ODEIAAAAAAAA (esse parece ser o sentimento da maioria)… e como numa democracia a vontade da maioria prevalece…. vamos declarar guerra aos Hawks… e que os carrascos sigam direitinho suas instruções…. matem, queimem, enterrem bem fundo com muito concreto em cima… de preferência no meio do oceano Pacífico… naquela tal de fossa da Mariana…

  7. Cicero - Steelers CWB permalink
    03/12/2015 09:51

    U10, primeiro de tudo: Bom ver vc feliz, essa é a impressão que vc passa ao escrever esses textos.
    Mas, aquela interceptação do Shermann ainda dói hein???
    Fique bem,
    Abs!

    • U10 permalink
      03/12/2015 16:48

      Pô Cícero tu sabe, q tu é irmãozão e q rolou muita coisa foda pra mim esse ano, depois de agosto tudo quase foi pro beleléu… mas eu fiz oq tinha q fazer e fico feliz de estar vivo…

      Esse ano vou soprar as “velhinhas” e agradecer por ainda estar nesse plano físico. E só cara…

      Mas tamu aí escrevendo pro site direto (até o dia que o Danilo me meter o pé na bunda) e curtindo a Liga Fantasy q tá pegando fogo… especialmente a tua divisão… e é vida que segue com muito futebol americano na “véia”… kkkk

  8. giovanni permalink
    03/12/2015 14:46

    òtima postagem
    eu acompanho NFL a 2 anos e escolhi o SEATTLE por causa do Lynch, nem sabia q eles era fodas ou o que era uma secundária ! mas o estilo dele, a vida q ele leva e como ele joga me fizeram torcedor! o SEATTLE foi gigante mesmo em 13 hj eu entendo e o post serve tbem para quem coomo eu torce pro São Paulo q dominou tudo mas hoje… melhorar e sempre necessário
    eu curto pakas esse site
    m1l gr4u

    • U10 permalink
      03/12/2015 16:42

      Ae Gio, m1lgr4u… aki é o U10 mandando um Salve!

      Curta pakas, pq as paradas vão ser tudo top por aqui mano!

      Bem vindo!

  9. Marcelo permalink
    05/01/2016 11:27

    Caramba, quanto ódio !!! rs Não sei explicar, mas alguma coisa com o Seattle me pegou. Talvez seja o Pear Jam. Cara, comigo foi o oposto. Me senti o Sagat tomando um especial no meio do peito. Todos os poucos amigos que curtem o jogo torcem para o Patriots ( time que odeio sem muita razão) e aí imagina a festa que foi. Agora, ninguém me convence de que não foi uma péssima chamada. Coloca na mão da besta e já era…
    Mas os POs estão aí e o time jogou muito contra os Cardinals. Quem sabe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: