Skip to content

Analisando o Carolina Panthers no Super Bowl 50

05/02/2016

CarolinaPanthersSuperBowl

Analisando o Carolina Panthers no Super Bowl 50

Foi preciso que todos os invictos perdessem Denver Broncos (7-0), Cincinnati Bengals (8-0) e New England Patriots (10-0), para o Carolina Panthers (15-1) ganhar algum tipo de respeito e finalmente o rótulo de favorito a campeão do Super Bowl 50.

Em 2010, Carolina teve a pior campanha da NFL (2-14), o que garantiu a primeira escolha no Draft e a chance de selecionar o vencedor do prêmio Heisman Cam Newton que logo no primeiro ano venceu o prêmio de novato do ano e mostrou que seria a cara da franquia, mas não por unanimidade.

Demorou dois anos para o time chegar aos playoffs, e apesar de derrotas nas primeiras partidas da pós temporada, o time se colocou como melhor time da NFC Sul.

2015 tem sido um ano mágico para o time, com a chegada de algumas peças, a linha ofensiva tem sido dominante tanto no jogo corrido quanto na proteção do quarterback, o veterano Jonathan Stewart voltou a ser um dos melhores running backs da liga e Cam Newton teve que mudar o seu jogo, elevar o nível após perder o seu wide receiver número 1 Kelvin Benjamin.

Sem o seu principal recebedor, o time teve que contar com um grupo de recebedores que antes da temporada era muito duvidoso, mas que provou no ano, ter os seus méritos, apesar de não acha-los brilhantes, tem se provado jogo a jogo.

Newton teve que começar a distribuir a bola com passes rápidos para o veterano Jerricho Cotchery, Devin Funchess e Corey Brown e algumas ameaças na bola longa para o veterano Ted Ginn Jr, que apesar de não ser um recebedor de elite com alguns drops, tem trazido muito perigo para as secundárias adversárias.

O tight end Greg Olsen passou a ser esse alvo principal de Newton e mostrou estar em seu melhor ano da carreira, sendo o diferencial desse ataque, a grande estrela no jogo aéreo.

Na defesa o time evitou as lesões e dramas dos anos passados, possui ótimos pass rushers em Jared Allen, Mario Addison e Charles Johnson, e possui um dos defensive tackles mais dominantes da NFL, talvez o jogador mais subestimado da liga Kawann Short.

Ninguém bate mais forte do que os linebackers Thomas Davis e Luke Kuechly, que parecem estar em todos os lugares do campo takleando ou roubando uma bola. Uma das melhores duplas do passado recentei, comparados a Patrick- Navorro, Ray-Suggs, Urlacher-Briggs.

Na secundária perderam Charles Tillman durante a temporada e ressuscitaram Cortland Finnegan e vimos em dois anos Josh Norman se tornar o cornerback mais dominante da liga, eliminou do jogo esse ano, todos os top recebedores da NFL, nas primeiras 14 semanas segurou DeAndre Hopkins, Mike Evans, TY Hilton, Dez Bryant e Julio Jones para apenas 9 recepções e 89 jardas combinadas, esquece um dos lados do campo.

O melhor jogador da temporada, MVP Cam Newton bateu muitos recordes durante o ano e tem como seu maior mérito, distribuir bem e rápido as jogadas  e errar muito pouco (35 TDs e 10 Ints), conseguindo vitória sobre 4 defesas no top 5 da NFL e nesse Super Bowl 50 vai enfrentar a número 1. A sua capacidade de correr, sendo em jogadas combinadas ou em escapadas, deixam qualquer defesa desequilibrada (10 TDs corridos).

Nos times especiais, o Panthers tem  dois sólidos chutadores no punter Brad Nortman e kicker Graham Gano, e no retorno o time não marcou esse ano, mas o retornador de punt Ginn Jr já tem alguns retornos para TD em sua carreira, Fozzy Whitaker e Joe Webb querem aparecer no kickoff.

Qual é a maior força do Panthers ? Qual a maior fraqueza ?

Anúncios
5 Comentários leave one →
  1. Leo Cavalcanti permalink
    05/02/2016 10:50

    Danilo… muito boa sua análise dos Panthers… acho que só faltou um detalhe na sua análise… é sobre a importância que o Ron Rivera tem sobre essa equipe… hoje estamos falando sobre as qualidades de cada setor do time, analisando as peças que irão a campo no domingo… mas a maior força dos Panthers não vai entrar em campo… foi ele quem montou essa equipe, draftando dois dos melhores jogadores em suas posições… Cam Newton e Luke Kueckly…também trouxe uma grata promessa que é o Devin Funches, também foi ele quem trouxe as peças que faltavam pro ataque, como o Jerricho Cotchery e o Ted Ginn Jr, que nunca foram tão brilhantes, mas estão rendendo acima do esperado… com a proteção do seu QB, com peças que se movimentam sem parar na frente e com bons receptores, o jogo do Cam Newton subiu muito de produção, e foram essas peças que o Ron Rivera trouxe, fatores muito importantes pra ele ser considerado o MVP do ano… acredito que a maior força dos Panthers seja a lealdade da equipe para cm o seu HC… eles fazem exatamente aquilo que ele deseja… e na minha opinião é o fator mais importante da campanha dos Panthers, que já vinham subindo de produção desde 2013… quanto á fraqueza o que falar duma equipe que chega ao SB varrendo todos adversários que pegou???… se existe uma fraqueza é a queda de produção quando as partidas estão com ampla vantagem… e mais uma vez aparece a mão do Ron Rivera… em todos os jogos em que os Panthers permitiram reação dos adversários, ficou claro que ele não expôs a defesa a maiores contatos que poderiam causar contusões… permitiu apenas jogadas mais curtas dos adversários, como aconteceu durante a regular season e nos POs contra o Hawks, evitando as big plays… agora não creio que a equipe seja poupada em nenhuma parte do jogo e eles vão mostrar sua força…é porisso acredito na vitória dos Panthers…se isso acontecer vai coroar um longo trabalho que começou lá na temporada de 2011 …

  2. Leandro Carvalho - Por que termina tão rápido?... permalink
    05/02/2016 15:38

    To procurando a fraqueza….rsrs…sério mesmo….

    • Leo Cavalcanti permalink
      05/02/2016 15:47

      Também procurei Leandro…e até agora não vi nenhum ponto fraco… se eu fosse o Kubiak entraria com o Brock Osweiler jogando, pra ver se ele acha algum ponto fraco… porque com o time completo vai ser difícil ganhar das panteras… e pensar que só os Falcons que derrotaram eles na temporada… isso embrulha o estomago…rsrsrsrs…

    • 06/02/2016 11:32

      O tight end é sensacional, os wide receivers são fracos, veteranos, mas fracos, dropadores.

      • Nic permalink
        06/02/2016 14:25

        Concordo com o Danilo, o problema dos wide receivers tem sido mascarado ate agora pelo esquema de jogo e pela ótima fase de Cam Newton.

        Mas não duvido que no superbowl aconteça alguns drops decisivos. Nunca vou confiar no Ted Ginn Jr, uma hora ele vai fazer mer…..

        Dito isto, espero que nada aconteça e que eles ganhem domingo.

        Go Panthers.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: