Skip to content

Mock Draft Diário NFL 2016 – San Francisco 49ers

08/04/2016

SanFranciscoDraft

Mock Draft Diário NFL 2016 – San Francisco 49ers

Faltando três semanas para o Draft 2016 da NFL, continua o Mock Draft onde vocês decidem as escolhas de cada time, hoje a sétima escolha do San Francisco 49ers.

6ª escolha – Baltimore Ravens

Com a sexta escolha no Mock Draft do Diário NFL 2016, o Baltimore Ravens selecionou o defensive end da Universidade de Ohio State Joey Bosa (38,1%).

Foto:  Joe Maiorana/USA TODAY Sports

NCAA Football: Western Michigan at Ohio State

  • Nome: Joey Bosa
  • Altura: 1,95 m
  • Peso:  119 kg
  • Posição: Defensive end
  • Universidade: Ohio State Buckeyes

Provavelmente o melhor defensive end pass rusher do Draft, indo para Baltimore provavelmente teria que se adaptar a jogar de pé como outside linebacker .

Mock Draft Diário NFL 2016

  • 1ª escolha – Tennessee Titans – Laremy Tunsil OT , Ole Miss
  • 2ª escolha – Cleveland Browns –  Carson Wentz QB, North Dakota State
  • 3ª escolha – San Diego Chargers – Jalen Ramsey DB, Florida State
  • 4ª escolha – Dallas Cowboys – Ezekiel Elliot RB Ohio State
  • 5ª escolha – Jacksonville Jaguars – Myles Jack OLB UCLA
  • 6ª escolha – Baltimore Ravens – Joey Bosa DE/OLB Ohio State

San Francisco 49ers – 7ª escolha

O 49ers é provavelmente o time com mais buracos em seu elenco, linha ofensiva precisa ser reconstruída e a defesa precisa de reforços. Com o novo treinador Chip Kelly, a franquia precisa tomar uma decisão sobre o quarterback titular, Colin Kaepernick está de saída, Blane Gabbert é adorado pelo gerente de futebol Trent Baalke e muitos gostam de Paxton Lynch (Memphis) na segunda rodada.

  • Offensive Tackle: Reconstrução.
  • Inside linebacker: Reposição.
  • Quarterback: Decidir sobre o futuro do time
  • Offensive Guard: Fortalecer o meio.
  • Wide receiver: Um playmaker.
  • Defensive end: Reposição.

O San Francisco 49ers está no relógio.

Se você fosse o San Francisco 49ers quem você selecionaria com a sétima escolha ?

Anúncios
24 Comentários leave one →
  1. Jay Cutler permalink
    08/04/2016 14:19

    Se fosse os 49ers, eu iria de Goff.

    Pode nem se tornar um QB decente, mas jogar com Blaine Gabbert é pior ainda.

    • 08/04/2016 15:04

      se for pra queimar uma escolha alta, pega alguém que pode ajudar.
      sua justificativa foi nível GM do Browns rsrs

      • Jay Cutler permalink
        08/04/2016 20:01

        Não há como queimar uma escolha alta. Ninguém sabe o que cada prospecto irá se tornar ao entrar na NFL.

        E, com certeza, eu não tenho capacidade para ser GM nem dos Browns.

  2. Wild Horse permalink
    08/04/2016 17:16

    Só espero cagada, afinal é o 47ers!

  3. Cícero - Steelers CWB permalink
    08/04/2016 17:19

    Aguardo comentário do U10.

  4. Cícero - Steelers CWB permalink
    08/04/2016 17:21

    Buckner, Oregon Ducks, Chip Kelly(guiça)…

  5. Pedro Lima permalink
    08/04/2016 20:47

    Tão de brinks que o Bosa saiu antes do Buckner…

    aqui eu iria de Buckner se tivesse à disposição mas não estará.
    Só vão com Goff se o Kaep sair do time.
    Pegariam o Elliot se Dallas tivessem escolhido o Buckner pra suprir a ausência do Hardy ou o Goff por ser o melhor momento de colocar um backup interessante do banco do Romo.

    Aqui eu votei no Stanley até pq é uma necessidade e eles não pegariam mais um QB com a atual circunstâncias do elenco.

    • Pedro Lima permalink
      08/04/2016 20:48

      N fui com o Buckner pq ele n vai chegar nesse ponto, pelo menos eh o que eu acredito.

  6. Leo Cavalcanti permalink
    09/04/2016 22:50

    Estou com o Cicero… pra comentar sobre os 49ers só mesmo o U10… mas se é pra dar pitaco eu pegaria o Reggie Ragland… afinal quem sai do Alabama é no mínimo bom… se der um pouco de sorte eles podem pegar jogadores acima da média sempre…afinal NCAA é uma coisa… NFL é outra bem diferente… mas vindo do Alabama é uma boa recomendação… seja de Auburn ou de Tuscaloosa…

  7. U10 - Distante... permalink
    11/04/2016 14:05

    Eu estou off, vou preparar um texto bem loko sobre o Draft. Enquanto isso, segue um Artigo que escrevi mas o Danilo não publicou por falta de tempo, provavelmente.

    O texto é de Janeiro, por isso tá meio desatualizado:

    Sou u10 e nasci com duas características que já me serviram de motivo de duras críticas: Brasileiro e Torcedor do San Francisco 49Ers. Nunca ouvi uma única frase positiva a favor dessas características, em compensação as pauladas…

    Todos meus artigos são opinativos, não consigo imaginar a construção de uma coluna que não seja embasada única e exclusivamente em minhas premissas, muitas delas “preconceituais”, formuladas a partir da minha experiência de vida, filosofia, princípios, valores e personalidade. Não são muitos bons textos sobre Futebol Americano em língua portuguesa, eis uma frase que expõe parte do meu “pré-conceito” e que são compartilhados pela maioria das pessoas que curtem o esporte. Geralmente, os textos se limitam a informações pontuais, a eventos casuais ou a alguma notícia bombástica sobre o casamento do Tom Brady com a dona Giselle.

    Fofocas à parte, nós gostamos de textos que nos levem a pensar, a raciocinar como seres humanos e a descordar abertamente ou concordar intimamente daquilo que tem substância, que chega aos nossos olhos e nos faz querer ler ainda mais. Parece ser a moda da internet querer ditar a forma do ser humano de escrever, formular ideias e até mesmo de pensar. Mas para quê? Será pecado mortal ter opinião? Veremos que não!

    Sim, nós fãs de futebol americano estamos diante de acontecimentos na mídia que colocam a nossa paixão em check. Por isso, farei uma série de 5 Artigos na intertemporada, quando ninguém lê, nem procura saber sobre o assunto, mas que com certeza, daqui a 10 anos ainda vai ter alguém se deparando com essas palavras e refletindo sobre o assunto.

    Este artigo é, também, sobre Futebol Americano. San Francisco 49Ers. Esse time que hoje se estabelece como uma das piores franquias ofensivas da NFL. Só que ele tem em sua vastíssima história pelo menos 3 dos maiores jogadores de ataque de qualquer época. Não estou dizendo simplesmente campeões, porque eles foram muito mais que isso, foram exemplos de trabalho e dedicação a um esporte. Agora é um time desorganizado defensivamente, justo este que há pouquíssimos anos se estabeleceu como o melhor grupo de LBs de toda a liga. San Francisco 49ers hoje é o time da chacota, da piadinha, “da parada”, do passado e da vergonha. Perdemos a nossa identidade.

    A imagem logo abaixo do tema é de um minerador, podemos chamar de garimpeiro. São esses homens que deram origem ao nome do time. Em 1849, iniciou-se à maior corrida do ouro da América. Na verdade, a história americana nos mostra que não era tanto ouro assim, mas que foi o modo que as autoridades encontraram de povoar o Oeste do país e, deu muito certo. Só que teve seu preço: milhares de pessoas faleceram devido a doenças, conflitos, envenenamento por mercúrio, etc. Então, esses homens tinham de ser duros, severos e suportar todas as atrocidades e intempéries climáticas em prol do seu sonho. Alguns enriqueceram, outros tantos não e a sua jornada ficou para história, como exemplo de força e bravura.

    Hoje no almoço, tivemos à mesa o homem mais duro que eu conheço: velho, baixo, magro, amputado do braço esquerdo e quase cego. Minha mãe foi servi-lo, mas ele não permitiu. Este homem caminha diariamente quase 20 quilômetros, debaixo do seu chapéu de palha. Caçaram sua carteira de motorista por causa da visão. Eu reclamaria, entraria na justiça, faria uma guerra! Ele vendeu o carro, comprou mais terra, plantou e com o dinheiro fez uma casa pra filha. Fiquei sem jeito de perguntar como perdeu o braço, então me contentei em saber que quando ele tinha os dois não era tão feliz assim. E uma frase configura isso: “Eu nunca dei tanto valor ao braço direito, do que depois que perdi o esquerdo!” Isso responde qualquer questionamento no mundo.

    Não é só o meu Niners que está em crise. O Brasil está. O brasileiro está. E ficamos fazendo mimimi por causa da carteira ou tentamos nos matar porque perdemos algo muito menos significativo que um membro do nosso corpo. Nos esquecemos de lutar, de sermos realmente duros, de acreditarmos em nós mesmos e na nossa capacidade de superarmos mesmo as maiores provas e dificuldades e ainda rirmos delas!

    O meu time me ensinou muito quando num Superbowl, o maior QB de todos os tempos, precisando virar o jogo com poucos minutos no relógio aponta pra arquibancada e diz: “hei, não é o John Candy?” Todos olham e ele acena. John Candy era o Jim Carrey da época e muitos de vocês não conheceram. Só que o astro do evento, era o QB Montana. Ele estava tranquilo em meio à adversidade e aquele ato tranquilizou o time. Jerry Rice disse: “Eu sabia que nós venceríamos, Joe sempre fazia a coisa certa nos momentos decisivos”. Minutos depois eles estavam comemorando o título em mais uma virada histórica.

    A coisa certa! É exatamente o que muitos mais têm dificuldade de fazer: a coisa certa!!

    Este é o momento da virada pro Niners e não temos como piorar: já temos o pior dono de time, o pior General Manager, dois Qbs ruins, um RB produto do esquema da Universidade, um WR de quase 40 anos e outro que só sabe correr, um TE chamado McDonnald que é tão ruim que quando se alinha parece que nunca jogou futebol americano! Perdemos dois titulares na nossa OL, Patrick Willis e Justin Smith simplesmente se aposentaram, Aldon Smith estragou as chances que recebeu e foi mandado embora e a nossa DB continua sendo uma piada de mal gosto! Até o nosso Punter, Lee, foi jogado no Lixo! Se não bastasse, não temos Treinador (o Chip Kelly era a MELHOR coisa disponível, um cara que tem ótimas ideias, mas de execução pífia), nem Coordenadores Defensivo e Ofensivo. Não tem como ser pior: abrimos as portas da nossa casa pra festa do SB 50 só para limpar o chão.

    No Brasil as coisas não estão diferentes: inflação, crise política, desastre econômico, eleições duvidosas, denúncias de corrupção, máfia nos planos de saúde, hospitais que mais parecem abatedouros (os da Friboi são infinitamente melhores que o SUS), rodovias esburacadas e mal sinalizadas, abastecimento de água incompetente, “Educassão Púbrica Pécima” e a violência ceifando a vida de jovens e pais de família que tornam números alarmantes e fazem apresentadores de programas sobre o mundo cão encherem a boca (e os bolsos).

    Com o brasileiro as coisas não são diferentes: nossos empréstimos que vencem e não temos dinheiro para pagar, os financiamentos a longo prazo que são refeitos para prazos maiores ainda, o custo de vida elevadíssimo, a nossa queda moral: muito zapzap, muito face, muito redtube, muito funk, sertanojo e bostanejo, muita desculpa, muita mentira e muito amém para os políticos corruptos e corruptores. Desaprendemos a brincar com nossos filhos, a passear de mãos dadas e a pedir desculpas olhando nos olhos. Não dizemos mais te amo, bença pai, com licença, muito obrigado, Deus que ajude…

    Mas o 49ers vai melhorar e vai se tornar a franquia dos 5 Superbowls que ela sempre foi! O Brasil vai sair dessa crise, porque se existe um povo duro e corajoso é o nosso! Nós já saímos das garras de Portugal, expandimos nosso território, construímos cidades lindas e canções maravilhosas que jamais serão esquecidas. O bostanejo da farra, pinga e foguete vai acabar logo e é por isso que “eu fico com a pureza da resposta das crianças: é a vida… é bonita… e é bonita!”

    Em Abril tem Draft da NFL e vamos pegar um QB de ponta. Em outubro tem eleições e vamos votar direito dessa vez. Amanhã esbarramos com um Renato Russo, Gonzaguinha ou Cartola nos ensinando que “é preciso amar” ou que “o pra sempre, sempre acaba”, nos ensinando com versos simples que a nossa cultura, a nossa personalidade e nossos “pré-conceitos” vão nos levar para algum lugar.

    Eu sou U10, tenho meus “pré-conceitos” e principal deles é o seguinte: “não tá morto quem peleia!”

    Vamos pelejar juntos Brasil!

    49Ers rebound! I left my heart in San Francisco! 49Ers rebound! Vamos lá Brasil!

    • U10 - Distante... permalink
      11/04/2016 14:06

      Leo, este é o texto q eu disse q vai te motivar a ver o Niners com outros olhos… rs

    • Go Patriots permalink
      11/04/2016 16:47

      Bom texto U10. Não se pode perder a esperança, temos que acreditar sempre que nosso time vai se reerguer. Esse é o fiel torcedor. Já dizia o ditado, Não há mal que sempre dure, nem bem que nunca se acabe. Já com o Brasil, o processo será bem mais sofrido…

      • U10 - Distante... permalink
        12/04/2016 09:38

        É

    • Leo Cavalcanti permalink
      12/04/2016 17:02

      U10… não me surpreendi com seu texto sobre os Niners, vindo de você só poderia ser bom…

      Não foi seu texto que me fez os Niners com outros olhos… quem fez isso foram eles mesmos… jogando o melhor FA que já vi… queria ver o nosso querido “carça garrada” ou o “recém aposentado” enfrentar as defesas que os dois QB dos Niners encararam… onde o jogo sujo era permitido… e era a melhor tática das defesas… quebravam os caras no meio quando partiam pra cima no snap… (o Burfict seria um jogador sem “sangue nos olhos” se atuasse nessa época)… já que não haviam tantas flanelas em campo naquela época… hoje o cara olhou feio pro adversário já tem flanela no campo… essa é a grande diferença do FA jogado nos anos anteriores a 2000 pro FA jogado atualmente… hoje tem mais proteção aos jogadores… principalmente os QB…

      Não dá pra negar que os Niners foram a melhor equipe de FA que já apareceu, tão dominante que foi entre os anos 82 ate 95… (fico só com esse período pra não alongar demais o texto)… coincidentemente foi quando comecei a gostar de FA… nessas 14 temporadas os Niners ficaram fora dos POs apenas em 3 ocasiões… ganharam 5 vezes o SB com duas equipes bem diferentes… e nessas conquistas estavam em campo 3 dos maiores atacantes de todos os tempos (me recuso a citar os nomes deles… todos sabem quem são)… sem contar que tiveram no elenco Charles Haley (outro que me recuso a falar sobre o recorde que ele possui… basta pesquisar)… são não ganharam mais vezes o SB devido ao jeito que o FA era jogado na época… caso as regras de proteção dos QB de hoje estivessem em vigência nessa época eles teriam ganho mais uns 4 SB com certeza, já que chegaram a final de Conferencia em 5 ocasiões… e sempre caíram debaixo de pancadas monstruosas em seus atacantes, que hoje seriam motivo para banimento da NFL…
      Mesmo tendo visto essas equipes fantásticas não torceria nunca pelos Niners… assim como nunca torci pelo Santos, pois já nasci sãopaulino, torcia pelos Cowboys quando comecei a me interessar pelo FA… tive sorte de ver uma equipe que fez os Niners dobrarem ao talento… assim como vi meu São Paulo dominar o esporte bretão no mesmo período… mas os tempos mudam… como falou nossa “primeira dama” não há bem que sempre dure nem mal que nunca se acabe…(isso não vale pros Browns e Lions…pra eles o mal nunca vai acabar… rsrsrs)… e decisões erradas dos GM, Owners, HC sempre vão existir, até em nossos times… mas não é motivo pra abandonar o gosto pelo esporte… é chato virar motivo de gozação dos outros, principalmente quando o time que torcemos já foi o maior de todos…

      Mas tem um detalhe importante… ninguém é eterno… e um dia os maus Owners, GM, HC vão embora e mantém vivas as nossas esperanças de melhoria em nossos times… assim como no país vivemos dias conturbados, não podemos deixar morrer a esperança de que dias melhores virão… não vão ser eternos esses dias… mas temos que aproveitar bem esses dias que estão por vir…e aproveitar a temporada de Free Agency e o Draft que está se aproximando e fazer as escolhas corretas pra manter vivos nossos sonhos… eu já não tenho muito que escolher… nas muitas escolhas que fiz na vida algumas deram certo… outras deram errado… mas não me arrependo dessas escolhas… nenhuma delas…

      Existem coisas na vida que não podemos mudar… outras, tais como pais, filhos, profissão, alguns amigos, são muitas vezes produto do acaso…. aprendi que só existe uma coisa que podemos escolher livremente, sem qualquer interferência, e devemos fazer dessa escolha a nossa razão de viver… se pensou que são os filhos está errado… são importantes sim… mas não podemos escolher os filhos que temos… no máximo podemos educá-los pra serem dignos e trilhar o caminho do bem… afinal um dia eles vão fazer uma escolha e irão embora… se pensou que foi o direito de votar nas pessoas corretas também errou… essa escolha embora seja livre, na maioria das vezes quebramos a cara…

      A única escolha que fazemos livremente e devemos fazer dessa escolha a nossa razão de viver são as pessoas que escolhemos para viver junto… nem sempre essas escolhas duram o tempo que gostaríamos que durasse… algumas vezes o amor acaba… noutras o destino leva embora (você deve saber bem o que é isso… assim como eu descobri o que é perder um grande amor)… mas nada disso pode te abater… novas escolhas vão ter que ser feitas… e com o tempo vai me dar razão… nossas companheiras são o que nos mantem vivos… e é pra elas que devemos dedicar todo nosso tempo… não importa quanto demore até escolher corretamente… só não pode deixar de tentar…

      Pra finalizar…você escreveu: “Com o brasileiro as coisas não são diferentes: nossos empréstimos que vencem e não temos dinheiro para pagar”… e queria saber qual é o milagre que faz pras suas contas vencerem…. as minhas sempre perdem… tão pior que os Titans, Niners e Jaguars juntos… rsrsrsrs….

      • U10 permalink
        13/04/2016 08:38

        Eh Leo, pra nós dois aqui, Tears in Heaven toca diferente… soh nós sabemos o que eh olhar pra uma lápide e ver aquele sorriso q fez vc se sentir o cara mais especial do mundo!

      • Leo Cavalcanti permalink
        13/04/2016 11:00

        Esse seu comentário resume o meu jeito de encarar a vida… só consegue sorrir vendo uma lápide aquele que foi feliz um dia… aquele que, nas suas palavras, se sentiu o cara mais especial do mundo… aquele que tem boas recordações do passado… aquele que soube o que é sentir o gosto de uma vitória consagradora… só as pessoas que sabem o que significa uma vitória sabem valorizar o adversário… mesmo nas derrotas… e só essas pessoas sabem o que significa ouvir Eric Clapton tocando Tears in Heaven… e não precisam disfarçar quando as lágrimas saem dos olhos…

      • U10 permalink
        13/04/2016 21:57

        Sábias palavras, mestre.

  8. Go Patriots permalink
    14/04/2016 00:33

    Inspiradíssimos os dois, Leo e U10. Lindos e profundos textos, só não posso dizer que sei o que sentem porque graças a Deus ainda não perdi alguém tão especial, mas gostaria de ser lembrada um dia por alguém como vocês lembram seus entes queridos.

    Falando de coisas mais amenas:

    Leo, meu querido “carça garrada” apanhou como nunca e a noite inteira da torcida dos Broncos no AFCCG. Acompanho a bem menos tempo que vocês, talvez por isso não me lembro de uma defesa mais encardida que essa. E acho, como leiga, que a violência está aumentando novamente, tanto que a NFL que endurecer punições por faltas pessoais.

    U10, acho que time do coração é como diz o padre: na alegria e na tristeza. Continuaria a torcer pelos Patriots de qualquer jeito, estando no topo ou no “nível Titans e Jaguars”, pois tudo na vida é cíclico, fases boas e ruins vão e vem, e nas ruins a gente se alimenta das boas lembranças que fazem a gente se orgulhar.

    • Leo Cavalcanti permalink
      14/04/2016 13:13

      Primeira Dama…
      O que ele apanhou contra os Broncos é nada perto do que o Joe Montana apanhou… não em um jogo… mas em vários jogos… se você acha que a violência está aumentando não viu, e provavelmente não verá(pois a NFL tá de olho nos caras), jogos violentos como eram os jogados até os anos 90… de lá pra cá a violência diminuiu muito, graças á atuação dos “comissários”… você deve se lembrar do que o Vontaze Burfict fez com o Antonio Brown… foi uma coisa fora de propósito… mas era normal isso na NFL… ninguém ficaria impressionado com aquela entrada que deitou o Brown… os comentaristas diriam que foi uma jogada normal, pois o cara não ficou hospitalizado e perdeu apenas um jogo… sim… era desse jeito a NFL… até que um dia o Joe Montana teve o pulmão perfurado numa jogada que hoje daria banimento imediato da NFL e prisão por agressão… a coisa deu uma amaciada, por uns 10 anos até pegarem o Steve Young de jeito (sempre os QB dos Niners…)… aí os caras deram um basta e jogo ficou mais parecido com o boxe… (rsrsrsrs….não deu pra resistir a comparação… antigamente era MMA… UFC… sei lá mais o que, pois não gosto disso.. só sei o nome)… ainda veremos cenas grotescas… afinal a força física ainda é uma das essências do FA… mas nada comparado ao que se via antigamente… é por essas mudanças nas regras que o “carça garrada” ainda tá vivo depois de 15 temporadas… e jogando muito…de uma olhada no link abaixo e vai me dar razão….

      Agora uma mensagem pra você… que bom que nunca teve perdas na vida… mas a perda de pessoas queridas é a única certeza que temos na vida… e deve se preparar para elas pois são naturais… recentemente minhas sobrinhas resolveram fazer um almoço em homenagem a avó… minha mãe é claro… elas falavam da “vontade” que tinham de comer novamente a comida que ela fazia… aí eu intervi na conversa e disse que não deveriam ter vontade… no máximo deveriam sentir “saudades” daquela comida deliciosa… porque nunca mais comeriam a comida feita por ela… a mesma sensação sinto quando vou a lugares que frequentava com a “mulher da minha vida”… ainda frequento os mesmos lugares com a atual “mulher da minha vida” e quando chego vem aquele sorriso que comentei com o U10… esse sorriso tem um gostinho de vitória… de ter a certeza que amei e fui amado por uma pessoa especial… a certeza que vida e morte são coisas inseparáveis… é porisso que faço de tudo para um dia alguém sorrir ao se lembrar de mim… pensa no seguinte… um dia alguém que você gosta muito irá embora pra nunca mais voltar e você não poderá fazer nada… não sabe quando nem como será…..mas seja da forma que for não terá controle sobre nada… então viva sua vida da melhor maneira possível… lembre-se que o seu GM foi escolha sua… então empenhe-se para que ele seja a pessoa mais importante que existe…. porque um dia irá deixá-lo também… e quando isso acontecer vai ter alguém sorrindo do nada ao se lembrar de você…

      • U10 permalink
        14/04/2016 13:58

        Poh, é foda… primeiro futebol americano:

        No final dos anos 90 se aposentaram Marino, Aikman, Elway e Young. Peyton Manning era calouro, Kurt Warner era empacotador de farmácia, o Brede era escolha 199 dum Draft. Acreditem se quiser, os QBs tops eram Brett Favre e Viny Testaverde, q rompeu os ligamentos e perdeu a temporada. Tivemos Brad Johnson e Trent Dilfer!!! Sendo campeões, alguém tem noção do q é isso em termos de Marketing da liga?

        Por isso as regras mudaram, pq tivemos times mega defensivos como o Ravens 00 e Bucs 02, mas a pancadaria diminuiu drasticamente até 2004 e, hoje ela é coisa do passado. Ninguém reclama pq a maioria começou a curtir a NFL por essas bandas depois de 2006…

        Agora o outro assunto: tenho dificuldades absurdas pra virar certas páginas da minha vida.

      • Go Patriots permalink
        14/04/2016 16:59

        Léo, que filme impressionante ! realmente era muito pior, ainda bem que comecei FA em 2007…

        Muito comovida com seu texto/história de vida. Já perdi, lógico, avô/avó e senti muito, mas um companheiro de vida, um amor assim, ainda não, ainda bem..
        Um abraço solidário Léo

  9. Go Patriots permalink
    14/04/2016 17:04

    U10, sei que falar é fácil, virar certas páginas é difícil mesmo, mas precisamos ver a continuação do livro, não é ? e como disse o Léo certas coisas na vida são inevitáveis.

    • Go Patriots permalink
      14/04/2016 17:06

      P.S. U10, um abraço solidário para você também…

      • U10 permalink
        14/04/2016 21:39

        Go, eu sou um cara complicado fiz tanta coisa errada e acabei sendo fichado por defender a minha família dum bandido… da msma forma, eu estive perto em todas as horas, menos pra me despedir.

        Sinta-se abraçada tbm, retribuo o seu abraço e digo só uma coisa:

        Não espere pra ser feliz, porque a felicidade pode jamais ser completa, se for tardia. A pior mentira é quando dizem q nunca é tarde demais pra ser feliz!

        Aplicando isso ao futebol americano:
        – Torcedores do Patriots aproveitem os últimos anos do Brede;
        – Vamos ver esse monstro do JJ Watt metendo Sacks adoidados;
        – Ver o Adrian Peterson, tratorizar todo mundo;
        – Ver a Legion of Boom, interceptando, causando fumbles e ganhando jogos na unha;
        – Ver o Brees lançando aquelas bolas nas menores janelas imagináveis;
        – A-Rod ganhando jogos nos Hail Marys mais insanos q a humanidade já viu.

        Em poucos anos perdemos: Polamalu, Reed, Ray Lewis, Megatron, Patric Willis, Payton Manning… surgiram outros é verdade, mas a cabeleira esvoaçante do havaiano não será substituída no coração dos metaleiros.

        Acho q a despedida do Kobe, por exemplo, q eu vi estrear piazinho mostra q devemos sim valorizar as coisas que temos, porque logo as perderemos pra sempre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: