Skip to content

Entenda como funciona o Futebol Universitário

06/12/2016

rose-bowl-1950

Entenda como funciona o Futebol Universitário

O título do futebol universitário por muitos anos (até 1997) foi decidido através dos resultados dos Bowls, que eram jogados tradicionalmente entre campeões de conferência e dos votos dos jornalistas. Os times que não venciam a sua conferência eram convidados a participar dos bowls de acordo com seus rankings.

Isso acontecia porque nem todos os times jogavam entre si (são mais de 100 times na 1ª divisão), jogando suas partidas baseados em sua própria conferência e alguns poucos jogos entre conferências. Era essa a única maneira de definir um campeão.

Clique e veja a lista de conferências aqui

1902- 1998 – ERA DOS BOWLS TRADICIONAIS

Tradicionalmente essas eram as partidas nos principais bowls:

Rose Bowl – Pasadena, California (Começou em 1902)

  • Campeão do Pac 12 x Campeão do Big Ten

Sugar Bowl – New Orleans, Louisiana (Começou em 1935)

  • Campeão da SEC x Outro time com ranking alto

Orange Bowl – Miami, Florida (Começou em 1935)

  • Campeão da ACC x Outro time com ranking alto

Fiesta Bowl – Glendale, Arizona (Começou em 1971)

  • Campeão do BIG 12 x Outro time com ranking alto

Cotton Bowl – Dallas, Texas (Começou em 1937)

  • Big 12 Nº2 x SEC Nº2

Peach Bowl – Atlanta, Georgia (Começou em 1968

  • ACC Nº2 x Outro time com ranking alto

Tradicionalmente o número 1 não necessariamente jogava contra o número 2 do ranking, eles poderiam estar jogando em 2 bowls diferentes . Portanto o melhor time do futebol universitário e campeão nacional era decidido através dos votos dos jornalistas (Associated Press e FWAA) , tendo assim um campeão nacional através do consenso, tivemos muitas vezes por causa disso a divisão de título entre 2 times.

Clique e veja os resultado de todos os Bowls da história

____________________________________________________________________

Bcs_logo_2010 (1)

1998- 2013 – ERA DO BCS CHAMPIONSHIP

Em 1998 quando o BCS (Bowl Championship Series) foi criado , ele mudou as regras do jogo, determinou que existiria um jogo entre o nº 1 do seu ranking contra o nº 2 . Essa decisão seria feita através de uma formula maluca, além dos votos dos jornalistas . Determinou também que cada ano o jogo mais importante , entre o nº 1 e nº 2, seria jogado cada vez em um lugar entre os 4 bowls principais (Sugar, Orange, Fiesta, Rose).

Um ano no Orange Bowl, outro no Rose Bowl, depois no Fiesta Bowl e assim por diante.

  • 1999 Fiesta Bowl: #1 Tennessee 23, #2 Florida State 16
  • 2000 Sugar Bowl: #1 Florida State 46, #2 Virginia Tech 29
  • 2001 Orange Bowl #1 Oklahoma 13, #2 Florida State 2
  • 2002 Rose Bowl #1 Miami 37, #2 Nebraska 14
  • 2003 Fiesta Bowl #2 Ohio State 31, #1 Miami 24 (2OT)
  • 2004 Sugar Bowl #2 LSU 21, #1 Oklahoma 14
  • 2005 Orange Bowl #1 USC 55, #2 Oklahoma 19
  • 2006 Rose Bowl #2 Texas 41, #1 USC 38

Em 2007, fizeram uma mudança, criaram uma nova partida, chamada de BCS Champioship Game, o jogo do título.

O número 1 jogava contra o número 2 no BCS Champioship Game enquanto os 4 bowls principais aconteciam normalmente sem é claro os dois finalistas.

  • 2007 BCS Champioship Game – #2 Florida 41, #1 Ohio State 14
  • 2008 BCS Champioship Game – #2 LSU 38, #1 Ohio State 24
  • 2009 BCS Champioship Game – #2 Florida 24, #1 Oklahoma 14
  • 2010 BCS Champioship Game – #1 Alabama 37, #2 Texas 21
  • 2011 BCS Championship Game – #1 Auburn 22, #2 Oregon 19
  • 2011 BCS Championship Game – #2 Alabama 21, #1 LSU 0 *
  • 2012 BCS Championship Game – #2 Alabama 42, #1 Notre Dame 14
  • 2013 BCS Championship Game – #2 Florida State 34, #1 Auburn 31

*Pela primeira vez um jogo do título entre times da mesma Conferência (SEC).

_______________________________________________________________

college_football_playoff_logo-svg

2014 – PRESENTE – ERA DO COLLEGE FOOTBALL PLAYOFF

Em 2014 aconteceu outro mudança, foi criado um comitê de 13 pessoas que define o ranking top 25 e os 4 participantes do College Football Playoff. Esse comitê é formado por 5 diretores esportivos das 5 grandes conferências (ACC, BIG TEN, BIG 12, PAC 12 e SEC), treinadores aposentados, ex jogadores, ex diretores ou administradores, e um membro aposentado da mídia.  Curiosamente a ex secretária de estado e ex reitora de Stanford Condollezza Rice faz parte do comitê, Archie Manning, pai de Eli e Peyton já foi membro.

Essas semifinais acontecerão cada ano em dois dos seis bowls importantes, com os outros quatro bowls acontecendo normalmente seguindo a fórmula abaixo.

  1. Rose Bowl – Pac 12 Nº 1 x  Big Ten Nº 1
  2. Sugar Bowl – SEC Nº 1 x Big 12 Nº 1
  3. Orange Bowl – ACC Nº 1 x  SEC Nº2 ou Big 12 Nº2 ou Notre Dame (Independente)
  4. Fiesta Bowl – Dois times com ranking alto ou campeão conferência menores
  5. Cotton Bowl – Dois times com ranking alto ou campeão conferência menores
  6. Peach Bowl – Dois times com ranking alto ou campeão conferência menores

A final pode acontecer em qualquer local, inclusive estádios de times da NFL.

PLAYOFFS

2014 – Playoffs

  • Rose Bowl – #2 Oregon 59, #3 Florida State 20
  • Sugar Bowl – #4 Ohio State 42, #1 Alabama 35
  • FINAL – #4 Ohio State 42,  #2 Oregon 20 (AT&T Stadium, Arlington, Texas)

2015 – Playoffs

  • Orange Bowl – #1 Clemson 37,  #4 Oklahoma 17
  • Cotton Bowl – #2 Alabama 38, #3 Michigan State 0
  • FINAL – #2 Alabama 45 , #1 Clemson 40 (University of Phoenix Stadium, Glendale, Arizona)

2016 – Playoffs

Esse ano os playoffs acontecerão no Peach Bowl e no Fiesta Bowl, os demais quatro bowls acontecerão normalmente sem a presenta dos 4 semifinalistas.

  • Peach Bowl – 31 DEZ – No.1 Alabama x No.4 Washington 18:00 (Georgia Dome, Atlanta, Georgia)
  • Fiesta Bowl – 31 DEZ –  No.2 Clemson x No.3 Ohio State 22:00 (University of Phoenix Stadium, Glendale, Arizona)
  • FINAL – 9 JAN 2017 – Raymond James Stadium, Tampa, Florida

Outros bowls importantes 2016:

  • Orange Bowl – 30 DEZ – No. 6 Michigan vs. No. 11 Florida State  23:30
  • Cotton Bowl – 2 JAN – No. 15 Western Michigan vs. No. 8 Wisconsin 16:00
  • Rose Bowl – 2 JAN -No. 9 USC vs. No. 5 Penn State 20:00
  • Sugar Bowl – 2 JAN – No. 14 Auburn vs. No. 7 Oklahoma 23:30

Confira o ranking top 25  final de 2016

________________________________________________________________

Minha sugestão

Apesar da evolução na forma de disputa colocando quatro times ao invés de dois para disputarem o título, por serem escolhas subjetivas, nem sempre a escolha é justa ou temos os quatro melhores times disputando as semifinais.

Esse ano Penn State venceu a conferência BIG TEN, venceu o rival Ohio State no confronto direto e mesmo assim ficou de fora, porque Ohio State “está jogando melhor, é um melhor time”.

Eu tenho uma solução simples, joga-se os 4 bowls principais como eram jogados tradicionalmente entre os campeões de conferência e times ranqueados. Os demais bowls jogam-se normalmente também.

Os 4 vencedores fariam uma semifinal e os vencedores das semis o jogo do título.

Ainda existiria polêmica porque alguns times não entrariam nesses 4 bowls, mas a discussão seria entre o 8º ou 9º time e não o 4º ou 5º. Para garantir vaga nas quartas é preciso vencer a conferência.

Em 2016, essas seriam as quartas de final.

  • Campeão SEC – Alabama
  • Campeão PAC 12 – Washington
  • Campeão BIG TEN – Penn State
  • Campeão Big 12 – Oklahoma
  • Campeão ACC – Clemson
  • Outros por ranking – Ohio State
  • Outros por ranking – Western Michigan*
  • Outros por ranking –  USC ou Michigan ou Wisconsin ou Colorado*

*As discussões aconteceriam apenas nas últimas 2 vagas.

  • Jogo 1 – Rose Bowl – No. 4 Washington vs. No. 5 Penn State
  • Jogo 2 – Orange Bowl – No. 2 Clemson vs. No.  9 USC
  • Jogo 3 – Fiesta Bowl – No. 6 Oklahoma vs. No. 3 Ohio State
  • Jogo 4 – Sugar Bowl – No. 1 Alabama vs No 15 Western Michigan
  • Semifinal 1: Vencedor Jogo 1 x Vencedor Jogo 4
  • Semifinal 2: Vencedor Jogo 2 x Vencedor Jogo 3
  • FINAL: Vencedor Semi 1 x Vencedor Semi 2

Com o aumento no número dos times nas fortes conferências, esse esquema faz ainda mais sentido.

O que acha dessa sugestão ?

Anúncios
14 Comentários leave one →
  1. Wild Horse... permalink
    06/12/2016 17:00

    Só faltou explicar como funciona o ranking, mas aí até explicar teoria das cordas é mais fácil que isso… hahahah. E geral zoando que a Rice participa, imagina se a mulher manja pacas de FA… aí ia ser engraçado.

    • 06/12/2016 17:02

      Ela manja, já vi entrevistas, conhece tudo, assiste 10, 1 5 jogos por semana.

    • Leo Cavalcanti permalink
      07/12/2016 00:04

      Existem 3 rankings universiários… mas o que vale de verdade é o do College Football… o da Associated Press e o US Today pouco interferem no ranking final… e os pontos tem a ver com as divisões… é mais ou menos a regra da FIFA… vencer um adversário da SEC por exemplo vale muito mais que os confrontos da PAC por exemplo… porque se olhar o ranking vai notar que a SEC sempre tem pelo menos 5 ranqueados entre os 25… é sem dúvida a divisão mais forte de todas… desde 1999, em apenas 5 ocasiões a final não teve uma universidade da SEC… quanto ás demais conferencias aí o critério é um mistério… e como bem disse o Wild… é mais fácil explicar a teoria das cordas ou “entender as mulheres”… rsrsrs… ano que vem quem conseguir ganhar de Alabama vai contar muitos pontos pro ranking… o difícil é isso acontecer… mas como o Iron Bowl vai ser jogado em Auburn pode ser que eles não cheguem na final…

      • Cícero - Steelers CWB permalink
        07/12/2016 13:40

        Léo o foda é que o Iron Bowl é só na final, até lá Auburn já perdeu pelo menos 3 jogos.
        E outra, esse rodizio de Qb´s que aconteceu esse ano tem que acabar.
        Vc que acompanha mais de perto, que vai ser QB1 em 17′?

        Falando em Auburn, meninão oriundo de lá não gosta de usar gravatas?

        Agora, louvável a campanha dos Nittany Lions.

        Sobre a formula do Danilo, concordo. Mais justa com toda certeza.

        Post anterior:
        Vou falar sobre o meu time. Tem que fazer a sua parte, ganhar os jogos.

        “Time que almeja ir para o SB não perde mais jogos a partir desse momento.” Quem disse isso foi o Big Ben na coletiva de ontem, concordo plenamente.

        Baltimore ainda enfrentam Pats, Eagles, Steelers e Bengals, EU ACHO que perdem pelo menos 2 jogos dos 4 que restam;

        Steelers ainda enfrentam: Bills, Bengals, Ravens e Browns. Ganha pelo menos 3 dos 4, se que ir para o SB tem que ganhar os 4.

        Essa semana é muito importante, Pats vencendo Baltimore e os Steelers vencendo o duríssimo jogo em Buffalo (pela previsão temperatura negativa e grande chance de nevar) … a liderança da AFC North muda de mãos.

        Se AJ Green não tivesse quebrado (fora o restante) Bengals ainda estariam no páreo, com chance pequena, mas estariam. (Calma Danilo, tem “mais troféus”)

        Abs a todos e boa “carta feira””

      • Leo Cavalcanti permalink
        07/12/2016 14:37

        Não importa se chegar ao Iron Bowl com 3 derrotas… vencer Alabama é o maior prêmio da temporada… como pode ter algumas equipes em evolução (e esse é o caso de Auburn, LSU e Georgia, que estão renovando as equipes), uma vitória nesse jogo pode significar muita coisa… a melhor de todas é impedir os Crimson de chegar aos POs novamente… isso sim é legal de ver… rsrsrsrs

  2. Carlos permalink
    07/12/2016 10:41

    Para um time de uma conferência menor disputar a semifinal, teria que acontecer o que?

    Umas 2 a 3 derrotas dos times das conferências TOP junto a uma campanha perfeita dos times das conferências mais fracas ou nem isso?

    • 07/12/2016 10:42

      Praticamente isso ou fazer como Boise State, ficar uns 4 anos ganhando a conferência e perdendo no máximo 1.
      Por alguns anos foi colocado junto com os grandes.

  3. Yuri permalink
    07/12/2016 14:43

    Se eu tiver postando varias vezes, eh q deu um problema aki no navegador e não to vendo varios comentarios hua, alias, eu nao vejo meu comentario em nenhum lugar, entao, por favor me desculpem 😛

  4. Carlos permalink
    08/12/2016 09:14

    O que faz o time de alabama ser tão forte?

    Não seria apenas o treinador com certeza

    Será que as condições oferecidas pela universidade atraem mais os rapazes e a chance de participar de um time que iria longe nas finais e consequentemente ter mais sucesso no draft ou eles tem olheiros competentes e mesmo com as perdas certas a cada ano pelos drafts acabam repondo com maestria e mantendo o time sempre no topo.

    Pelo dinheiro envolvido, acho que deveria ser mais disputado o college pois tem certos confrontos que são bizarros devido a disparidade dos times.

    • 08/12/2016 09:19

      Com certeza é isso Carlos, Alabama criou um programa vencedor, que manda muita gente para a NFL, fazendo com que os melhores atletas de high school decidam ir para lá e ter o mesmo sucesso.

Trackbacks

  1. Calendário de bowls universitários | DIÁRIO NFL Sua dose diária de futebol americano
  2. Começa semana dos grandes bowls universitários | DIÁRIO NFL Sua dose diária de futebol americano
  3. Final de semana dos grandes bowls universitários | DIÁRIO NFL Sua dose diária de futebol americano
  4. Alabama e Clemson fazem hoje final do futebol americano universitário | DIÁRIO NFL Sua dose diária de futebol americano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: