Mais dominante tight end da história Rob Gronkowski anuncia aposentadoria

Quando o New England Patriots escolheu Rob Gronkowski, tight end da Universidade de Arizona na 42ª escolha do Draft de 2010, especialistas já diziam que tinha sido um achado, ele deveria ter saído na primeira rodada.

2010 foi um Draft recheado de talentos (Earl Thomas, Trent Williams, Sam Bradford, Ndamukong Suh, Dez Bryant, Demaryius Thomas, Maurkice Pouncey … tinha até Tim Tebow) , a grande maioria dos jogadores de primeira rodada jogam até hoje em alto nível.

Gronkowski teve 2 grandes anos em Arizona, foram 1197 jardas e 16 touchdowns, mas uma lesão nas costas o tirou de toda a temporada 2009, só por isso ele não saiu mais cedo, a dúvida sobre sua recuperação.

Jermaine Gresham foi o primeiro tight end a sair no Draft, na 21ª escolha do Cincinnati Bengals, o próprio Patriots “deixou passar” Gronk na primeira rodada, investiu em sua maior necessidade, um cornerback, escolheu o bom Devin McCourty na 27ª escolha e quando viu a chance de pegar um cara tão forte quanto qualquer tackle com as mãos dos melhores receivers, escolheram Rob.

Ele sempre disse que gostava mais de bloquear do que de receber, mas fez seus matchups impossíveis abertos no campo, sua marca na carreira.

Um linebacker era muito lento, um safety ou nickelback eram fracos, único jeito de marcá-lo era dobrando e mesmo assim, Gronk sempre levou vantagem.

No começo formou uma dupla de tight ends impossível de ser marcada com Aaron Hernandez, escolhido no mesmo Draft, esquema ofensivo que foi copiado por todos, repetido por nenhum.

Depois participando do jogo aéreo rápido e inteligente comandado pelo maior da história Tom Brady.

Foi peça fundamental da Dinastia Patriots, em 9 anos foram a 5 Super Bowls e venceram 3, o último ano passado com Gronk, como sempre, crescendo nos grandes jogos e fazendo a recepção mais importante do título contra o Los Angeles Rams.

O seu único head coach na NFL Bill Belichick disse que Gronk era um sonho de qualquer treinador, atitude positiva, fazendo absolutamente tudo que era pedido.

Seus números absolutos de temporada regular não chegam perto dos grandes tights ends da história, Tony Gonzalez, Antonio Gates, Shanon Sharpe que tiveram carreiras mais extensas, na média por jogo e temporada, ganha de alguns, mas se aposenta com todos os recordes da pós temporada, Super Bowl e como o tight end mais dominante da história.

O seu carisma também marcou sua carreira fora de campo em participações em programas de TV, comerciais, eventos de caridade, muitas baladas, teve o seu próprio Cruzeiro de festa e lutou até no Wrestlemania, um sonho de adolescência.

Foram 9 anos de muito sucesso e várias lesões (cotovelo, joelho, costas, pescoço, etc), o corpo não aguentou, por cima ele se aposenta da NFL e em breve, com certeza, o veremos na TV ou no cinema.

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s